Comissão Municipal do Censo Agropecuário realiza 2ª reunião

         Foi realizada na Câmara Municipal de Porto Feliz a 2ª Reunião da Comissão Municipal do Censo Agropecuário. O objetivo da reunião foi compartilhar com os membros da referida Comissão as informações preliminares acerca da coleta de dados no Município, bem como comunicar as dificuldades enfrentadas pelos Recenseadores, além de solicitar aos membros da colaboração a respeito de algumas propriedades nas quais o IBGE vem encontrando muita dificuldade para contato.

Recenseamento

            Na reunião, conduzida pela Coordenadora de Subárea, Maria Virginia Teran Cremonesi, os membros foram informados que o Recenseamento em Porto Feliz conta com 2 Recenseadores em campo, e que será contratado um terceiro para atender à demanda do Município. Virgínia informou também que ainda está sendo feita a “varredura” no Município nos 32 setores determinados através de critérios estabelecidos pelo IBGE, sendo que cada setor possui no mínimo 150 áreas. Posto isso, foi exposto aos presentes que, segundo as informações preliminares divulgadas no dia 06/12, encontram-se em coleta 6 setores; parados, são 2 setores e ainda não iniciados, contabilizam-se 11 setores.

Dificuldades enfrentadas pelos Recenseadores

            Dentre as dificuldades enfrentadas pelos Recenseadores quando da coleta de dados, Virginia destacou a “desconfiança” de alguns produtores rurais quanto as perguntas feitas pelos Recenseadores, que muitas vezes acabam boicotando as informações referentes a sua propriedade, sobretudo referentes à Receita, Financiamento e Despesas da propriedade, o que faz com que o questionário fique em aberto. Tal desconfiança é infundada, uma vez que caso o produtor se sinta desconfortável em relação às perguntas dos Recenseadores, basta consultar o questionário completo, que está disponível no site do IBGE através do link https://censos.ibge.gov.br/agro/2017/coleta-censo-agro-2017/questionarios-censo-agro-2017.html. Foi informado também que todos os dados dos Recenseados serão protegidos, obedecendo a Lei do Sigilo. Outro ponto destacado por Virgínia é o medo de alguns proprietários, sobretudo após a divulgação de que um falso Recenseador estaria tentando coletar dados no Bairro Bom Retiro. Segundo Virgínia, não consta na Delegacia do Município um Boletim de Ocorrência reportando a atividade do falso Recenseador e orientou aos proprietários que entrem em contato com a Secretaria do Posto de Coleta do IBGE, localizada em Itu- cidade- base do Censo Agro- através do telefone (11) 4886-9600 ramal 9079, ou entrem em contatos com as Secretarias de Desenvolvimento e de Agricultura do Município. Virgínia reiterou ainda que os Recenseadores credenciados pelo IBGE estão sempre trajando o colete do Instituto e identificados com crachás em campo.

Coleta de dados

            Sobre a Coleta de dados no Censo Agro foi explicado que a mesma é feita através da produtividade da propriedade em questão (ou seja, se a propriedade possuir 3 arrendatários, serão aplicados 3 questionários) e, segundo a prévia, o Município conta com 443 estabelecimentos (dados esses divulgados há 10 anos, quando do último Recenseamento realizado no setor). No entanto, esse número foi alterado, uma vez que desses, 111 foram excluídos (em virtude de alterações na produtividade da área em questão- ou deixou de ser produtiva, ou juntaram-se diversas propriedades para um mesmo arrendatário e, dessa forma, é contabilizado para efeitos do censo apenas um setor da propriedade). Foi explicado também que, se uma mesma área tiver, por exemplo, 60 setores, será coletado apenas um desses setores ou então, o setor considerado o mais produtivo (a maior área arrendada e produzível). Virgínia endossou a importância de os dados fornecidos pelos produtores serem o mais fidedignos possíveis, uma vez que os resultados referentes à coleta do Recenseamento servirão para melhorar as políticas públicas relativas ao setor, a exemplo de informações mais detalhadas em relação aos lucros e perdas do setor, bem como conhecer qual parte do processo está defasada no estabelecimento ora analisado.

            Ao final da reunião, a Coordenadora de Subárea do IBGE sugeriu aos membros da Comissão uma nova reunião, a ser realizada no mês de janeiro, para novas atualizações referentes ao Censo.

            Maiores informações referentes ao Censo Agropecuário 2017 poderão ser obtidas no site https://censos.ibge.gov.br/agro/2017/