IBGE realizará Censo Agropecuário em Porto Feliz

        O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- IBGE- realizará a partir de 1º de outubro, o Censo Agro 2017. O objetivo da pesquisa é coletar informações acerca de 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todos os Municípios Brasileiros, levantando informações sobre a agricultura, extração vegetal, criação de animais de grande, médio e pequeno porte, bem como sobre o beneficiamento e transformação de produtos agropecuários. Serão coletados dados, através de preenchimento de questionário eletrônico sobre o total de estabelecimentos e o que produzem, além da utilização de pessoal e mão de obra, bem como informações referentes à caracterização do produtor e distribuição e uso de terras, entre outros dados do setor, referentes ao período de 1º de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017. Considerando que a agricultura é “o carro chefe” da economia do país, e considerando que a base da economia portofelicense é o campo, uma vez que 67% do PIB do Município se encontra no referido setor- com destaque para a produção de cana-de-açúcar, cuja produção anual e de 950 toneladas-, o Censo Agro é indispensável para um estudo maior sobre as atividades agrícolas, dada a necessidade da atualização dos dados do referido setor, uma vez que o último levantamento no segmento foi realizado em 2007.

Com o objetivo de facilitar e otimizar o estudo do setor, o IBGE criou, para a realização do Censo Agro 2017, as Comissões Municipais de Geografia e Estatística (CMGEs), cujo objetivo é propiciar a participação da comunidade local, dando transparência à operação do Censo Agropecuário no Município e buscando, junto à sociedade, apoio e parcerias para viabilizar as atividades. Dentre suas principais atribuições estão: apreciar os mapas para fins estatísticos elaborados pelo IBGE para orientar as equipes de campo e a divulgação de resultados, promover a divulgação do Censo Agropecuário junto à comunidade; e colaborar na instalação dos postos de coleta, auxiliando na disponibilização da infraestrutura necessária à coleta de dados e no deslocamento das equipes nas áreas rurais. Presididas por membros do IBGE, essas comissões são compostas por representantes das autoridades locais (dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário), além de representantes de associações, sindicatos, lideranças comunitárias, universidades, empresas e outros segmentos da agropecuária que possam de alguma maneira apoiar a operação censitária no Município.

Na primeira reunião da referida Comissão, realizada na Câmara Municipal de Porto Feliz, foram explanados os pontos que serão coletados durante o referido Censo, além do apontamento das dificuldades enfrentadas pelos recenseadores, sobretudo, no tocante à definição dos perímetros urbano e rural no Município, o que colaboraria muito com o Censo. Foi exposto pelos Membros do IBGE que a última definição dos perímetros no Município foi estabelecida em 1995 e, em consequência dessa defasagem na atualização dos referidos limites, o Censo poderá não abranger em sua totalidade as áreas cujas atividades sejam, essencialmente, rurais- objeto prioritário do referido Censo. Ainda de acordo com o IBGE, segundo o último Censo, Porto Feliz tem 14 setores rurais dentre os quais, 11 se localizam dentro do perímetro urbano, além da AGROVILA CAIC. Outras dificuldades apontadas pelos membros do IBGE para um levantamento mais completo dos dados foi a relutância de alguns produtores- que, por vezes, “desconfiam” dos recenseadores-, o difícil acesso a alguns pontos da área rural, e a dificuldade em obter um sinal de qualidade para a transmissão dos dados via internet.

              Outro ponto apresentado na reunião foi a quantidade de recenseadores que coletarão os dados no Município de Porto Feliz- no total, 4, além dos supervisores. Também foi explicado que o Município não terá posto de coleta, ficando vinculado ao Município de Itu.

             Ao final da reunião, a equipe do Instituto solicitou aos demais membros da Comissão colaboração tanto na divulgação quanto na indicação de novos membros para a referida Comissão, a fim de que os resultados do Censo possam ser obtidos em sua totalidade, uma vez que tais dados serão a fonte principal de informações para a formulação e avaliação de políticas públicas futuras.

O video de divulgação do Censo Agro 2017 pode ser conferido clicando na imagem abaixo:

img noticia