Maria Angélica Ortiz - 08/06/2011

mariaangleica  

Outorga Título de Cidadã Portofelicense a Senhora Maria Angélica Ortiz. Autor: Armando Ambrósio Sobrinho

Maria Angélica Ortiz nasceu em 22/12/1924 (vinte e dois de dezembro de mil novecentos e vinte e quatro) na cidade de Cabreuva interior de São Paulo, filha de Pedro Ortiz dos Santos e Francisca Trigo. Após o falecimento de sua mãe, mudou-se para Porto Feliz juntamente com seu pai em mil novecentos e sessenta e dois para trabalhar no Hospital Bezerra de Menezes, na época conhecido por Hospital do Grilo, onde trabalhou como enfermeira durante quatro anos, sempre solidária aplicava injeções nas residências sem cobrar nada, quando se desligou do hospital foi para se dedicar a pintura, desenhos gráficos e bordados. Em 5/12/1969 (cinco de dezembro de mil novecentos e sessenta e nove) foi morar na Cidade dos Velhinhos com seu pai, antes mesmo da inauguração que aconteceu naquele mesmo ano no dia 21 (vinte e um) de dezembro. Trabalhou por treze anos se dedicando a administração e enfermagem, após a morte de seu pai Sr. Pedro em 1982 (mil novecentos e oitenta e dois), saiu da Cidade dos Velhinhos e foi morar com seus sobrinhos, os quais ela criou participando da educação deles. Em 1984 (mil novecentos e oitenta e quatro) foi convidada pelo Sr José Carlos Moreno de Souza a trabalhar e administrar a Casa da Criança onde só se afastou por problemas de saúde após cinco anos. Em 1991 (mil novecentos e noventa e um) foi convidada pelo Sr. Fernando Simioni e Sr Odilon Antonio a retornar a Cidade dos Velhinhos, participando ativamente na administração, sendo que todos esses trabalhos sempre foram voluntários. Hoje cansada com 86 (oitenta e seis anos), limita-se a descer na sala de costura onde passa todo o tempo se dedicando a costurar a roupas dos internos.

Reinaldo Antonio da Silva - 26/05/2011

reinaldo  

Autor: Roberto Brandão Rodrigues

Artigo 1º - Fica outorgado o Título de Cidadão Portofelicense ao Senhor Reinaldo Antonio da Silva, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Porto Feliz.

Artigo 2º - As despesas decorrentes deste Decreto Legislativo correrão por conta de dotação própria, consignada no orçamento vigente.

Artigo 3º - Este Decreto Legislativo entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Reinaldo Antonio da Silva, nascido em 20 de dezembro de 1969, na cidade de Pariquera-Açu-SP, é filho de Adhemar Miguel da Silva e Santina de Jesus Batista da Silva. Tem como irmãos Pedro Miguel da Silva e Rosana Aparecida da Silva.
É casado com Cristiane Rubini da Silva e dessa união nasceu o filho Vitor Hugo Rubini Silva.
Contabilista da Câmara Municipal de Porto Feliz, com diploma da Escola Estadual Monsenhor Seckler, Reinaldo mudou-se junto com seus pais aos 15 anos de idade para Porto Feliz.
Nesses mais de 25 anos aqui vivendo, sempre se dedicou em participar das atividades, festas, conselhos e entidades contribuindo com seus conhecimentos técnicos, experiência e voluntariado.
Destaque para sua atuação como presidente do Fundo de Seguridade Social durante os anos de 2000 a 2002, representante da Câmara Municipal como Membro do Conselho Municipal de Trânsito, biênio 1999/2000 e Membro do Conselho da APAE desde 2002, atualmente com mandato até 2013.
Quer seja no âmbito profissional, como exemplo de servidor público, na vida familiar, nas ações voltadas, sobretudo ao trabalho social e participação na sociedade portofelicense é digno e merecedor da aprovação dos insignes colegas desta Egrégia Casa Legislativa, com o título de cidadão portofelicense. 

Paulo Henrique Coelho de Oliveira -26/05/2011

paulinho maestro  

Autor: José Geraldo Pacheco da Cunha Filho

ARTIGO 1º - Fica outorgado o Título de Cidadão Portofelicense ao Senhor Paulo Henrique Coelho de Oliveira, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Porto Feliz.

ARTIGO 2º - As despesas decorrentes deste Decreto Legislativo correrão por conta de dotação própria, consignada no orçamento vigente. 

ARTIGO 3º - Este Decreto Legislativo entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

 Paulo Henrique Coelho de Oliveira, nascido em Itu-SP, no dia 28 de novembro de 1980, sendo criado e radicado em nossa querida Porto Feliz desde criança.
Paulinho Maestro, como é mais conhecido, é filho de Noé Coelho de Oliveira e Ana Maria de Arruda Campos de Oliveira.
Iniciou e concluiu os estudos na Escola Monsenhor Seckler. No ano de 2006 concluiu o Curso de Bombardino pelo Conservatório Dramático e Musical "Dr. Carlos de Campos" de Tatuí. Diga-se de passagem, foi o primeiro aluno formado no Curso de Bombardino na história do Conservatório de Tatuí.
O Maestro Paulinho, possui diversos cursos de aperfeiçoamento em regência (banda e coral), arranjo e harmonização. Realizou intercâmbio Brasil-Peru como regente convidado.
Desde 1998, Paulinho é Professor de Música da Escola Municipal de Música "Romário Antonio Barbosa" de Porto Feliz. Tem passagens por diversas fanfarras da região como: Cerquilho e Boituva, além de escolas da cidade. É também o regente da Corporação Musical União Portofelicense, desde 2000 e também da Orquestra Monções da Escola Municipal de Música "Romário Antonio Barbosa de Porto Feliz, desde 2001.
Participa dos eventos, campanhas, enfim sempre está presente nas atividades musicais de Porto Feliz e região, trabalhando com muita dedicação
Homem, filho, músico brilhante e cidadão exemplar, o título ao Senhor Paulo Henrique Coelho de Oliveira, é mais que merecido, porque ele honra com distinção a nossa cidade, que abraçou como sua, através dos relevantes serviços prestados a toda coletividade portofelicense.

Noemy Maria de Oliveira Machado Bueno - 26/05/2011

brasao  

Autor: Roberto Brandão Rodrigues

Artigo 1º - Fica outorgado o Título de Cidadã Portofelicense a Senhora Noemy Maria de Oliveira Machado Bueno, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Porto Feliz.

Artigo 2º - As despesas decorrentes deste Decreto Legislativo correrão por conta de dotação própria, consignada no orçamento vigente.

Artigo 3º - Este Decreto Legislativo entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Noemy Maria de Oliveira Machado Bueno, mais conhecida como "Dra. Noemy", nasceu em 23 de junho de 1948, na cidade de Bauru-SP. Filha de Bóris Cabral Bueno e Maria Neysa de Oliveira Machado Bueno. Tem uma irmã, Neysa Maria de Oliveira Machado Bueno. É mãe de Bóris Augusto de Cabral Bueno Neto.
Formada como professora primária e dentista. Cursou a Faculdade de Farmácia e Odontologia de Ribeirão Preto (USP).
Dra. Noemy veio para Porto Feliz em 1993 e, desde sua chegada, envolveu-se nos projetos sociais e de ajuda aos mais necessitados, participando da entidade "Natal Abrace Essa Emoção", durante o período de 1994 até seu encerramento, em 2004. Exerceu o cargo de presidente no biênio 1998-99.
O "Natal Abrace Essa Emoção" trabalhou com as crianças carentes, desenvolvendo um projeto que oferecia cursos de dança e inglês dentre outros.
A partir do ano de 2005, começou a participar da diretoria da "Cidade dos Velhinhos", continuando a exercer o seu dom de participar como voluntária nas entidades do município.
Participou ainda da 1ª formação do Conselho Municipal do Idoso de Porto Feliz.
É religiosa, católica praticante e também colabora nas diversas festas e eventos da Igreja.
Dra. Noemy trabalhou na rede pública de saúde no Posto de Saúde do Bambu nos anos de 1997 e 1998 e Posto de Saúde da Vila Progresso no ano de 2002.
Peço aos nobres colegas a aprovação deste Projeto homenageando Dra. Noemy, pessoa competente e respeitada pelos portofelicenses e que não mede esforços para colaborar na construção de uma sociedade mais justa, colaborando nas diversas causas sociais do nosso querido município monçoeiro.

Moisés Antonio de Andrade - 25/05/2011

moises antonio  

Autor: José Geraldo Pacheco da Cunha Filho

ARTIGO 1º - Fica outorgado o Título de Cidadão Portofelicense ao Senhor Moisés Antonio de Andrade, pelos relevantes serviços prestados ao Município de Porto Feliz.

ARTIGO 2º - As despesas decorrentes deste Decreto Legislativo correrão por conta de dotação própria, consignada no orçamento vigente. 

ARTIGO 3º - Este Decreto Legislativo entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Baiano da Polaz, natural de Palmares, Pernambuco, nascido em 05/10/1940, hoje com 70 anos de vida, é casado e tem duas filhas.
Quando chegou em Porto Feliz em 22/04/1975 foi muito bem recebido por todos os portofelicenses, trabalhou na antiga revenda da antártica de propriedade do saudoso Geraldo Cristofoli, passando também pela a auto viação Polaz, entre muitas outras.
Foi o primeiro morador das casas populares e foi diretor fiscal do sindicato dos motoristas rodoviários de Itu e região até 2004. Presidiu também a Sociedade Amigos do Bairro (SABS) por cinco anos, onde executou brilhante trabalho. Em parceria com a Prefeitura na época administrada pelo Professor Erval Steiner, levantou e reformou a associação, trouxe quadra esportiva e campo de futebol na rua Suzete Tomé Alcalá no Jardim Excelsior, doado pelo projeto PRODEC e CDAP de Campinas pela Caixa Econômica Federal, promovendo nos finais de semana, casamentos, aniversários, batizados, forró, etc.
Durante a semana tinha ginástica, bordado, pintura, crochê, karaoque ou quadrilha, tudo sem fins lucrativos.
Fez parte da Diretoria do Projeto Novo, fez parte também do conselho do idoso, participou de ações sobre o meio ambiente e também sobre saúde junto ao seu bairro.
Em 15/10/2003 a 15/10/2008 assumiu a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Porto Feliz e região executando brilhante trabalho, junto com a sua diretoria com apoio do comércio e indústrias, a associação cresceu conseguindo mais de 200 novos sócios.
Foi candidato a vereador por quatro vezes sempre com votação expressiva, pelos partidos PMDB, PSL, PT e PSC. 
Baiano da Polaz como é carinhosamente chamado pelos amigos veio para a nossa cidade a mais de três décadas, cidadão exemplar, o título de cidadão portofelicense, é mais que merecido, porque ele honra com distinção a nossa cidade, que abraçou como sua, através dos relevantes serviços prestados a toda coletividade portofelicense.